Comissão sobre MP da reforma do ensino médio define plano de trabalho na terça



A comissão mista que analisa a medida provisória da reforma do ensino médio (MP 746/16) se reunirá nesta terça-feira (25) para definir o plano de trabalho do colegiado e votar requerimentos.


A medida provisória alterou regras curriculares e de funcionamento do ensino médio e já recebeu 568 emendas dos parlamentares. A proposta criou a Política de Fomento à Implantação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Para isso, o texto elevou a carga horária mínima anual, progressivamente, das atuais 800 horas para 1.400 horas. 

Algumas das principais – e mais polêmicas – mudanças sugeridas pela MP podem tornar facultativo o ensino de arte, educação física, sociologia e filosofia. Essas matérias ainda poderão, porém, ser incluídas na Base Nacional Curricular Comum, parte integrante obrigatória dos três anos do ensino médio, que está sendo discutida no Ministério da Educação.



De acordo com a MP, cerca de 1.200 horas da carga horária total do ensino médio serão destinadas ao conteúdo obrigatório definido pela base nacional. No restante da formação, os alunos poderão escolher seguir cinco trajetórias: linguagens; matemática; ciências da natureza; ciências humanas; e formação técnica e profissional. A classificação toma como referência o modelo usado na divisão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A reunião desta terça será realizada às 10 horas, no plenário 6 da ala Nilo Coelho, no Senado.

Fonte: Agência Câmara Notícias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

70 milhões de anos em 2 minutos: a formação do Himalaia

Violência nas escolas não é caso de polícia, afirmam especialistas