Nova Anã Marrom é descoberta

Imagem
Nova anã marrom é encontrada pela NASA através de um projeto de astronomia amadora.
A Nasa mantém vários projetos e um deles é formalmente conhecido como WISEA J110125.95 + 540.052,8. O nome é estranho, parece mais uma senha boa para redes sociais, mas trata-se de um projeto onde voluntários ajudam na descoberta de novos corpos celestes.
Rosa Castro terapeuta durante o dia e astrônoma amador, se juntou ao projeto de ciência cidadã Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA (esse do nome estranho). Em sua casa, de noite, terminou seu jantar, abriu seu laptop, e descobriu um novo objeto que não era nem planeta nem estrela.  Ela iria se tornar um dos quatro voluntários para ajudar a identificar primeira anã marrom do projeto mantido pela Nasa.
Tem cerca de duas décadas desde que os pesquisadores descobriram as primeiras anãs marrons, e que a comunidade científica abriu os olhos para esta nova classe de objetos entre estrelas e planetas.
Embora sejam tão comum como estrelas e forma …

Solidariedade

Estamos terminando mais um ano. A Terra está, mais uma vez, cumprindo sua caminhada ao redor do Sol e com isso abrindo um novo ano e com ele as esperanças se renovam brotando mensagens de paz e harmonia.


Minha mensagem para os leitores da #GeografiaEscolar é de solidariedade.

Toda minha solidariedade aos funcionários públicos que sempre lutaram com todas as suas forças para manter o mínimo de dignidade nos serviços que prestam e mais recentemente lutando também para garantir o direito fundamental ao próprio salário.

Que a luta dos trabalhadores e trabalhadoras deste Brasil, em especial os dos estados do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro seja sempre lembrada como a luta de resistência contra os que querem o Estado mínimo e os privilégios máximos.

Toda nossa solidariedade aos dignos de serem funcionários públicos e que 2017 seja o ano da colheita.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

Nota da CNTE contra a BNCC

O desenvolvimento do Sahel