Nova Anã Marrom é descoberta

Imagem
Nova anã marrom é encontrada pela NASA através de um projeto de astronomia amadora.
A Nasa mantém vários projetos e um deles é formalmente conhecido como WISEA J110125.95 + 540.052,8. O nome é estranho, parece mais uma senha boa para redes sociais, mas trata-se de um projeto onde voluntários ajudam na descoberta de novos corpos celestes.
Rosa Castro terapeuta durante o dia e astrônoma amador, se juntou ao projeto de ciência cidadã Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA (esse do nome estranho). Em sua casa, de noite, terminou seu jantar, abriu seu laptop, e descobriu um novo objeto que não era nem planeta nem estrela.  Ela iria se tornar um dos quatro voluntários para ajudar a identificar primeira anã marrom do projeto mantido pela Nasa.
Tem cerca de duas décadas desde que os pesquisadores descobriram as primeiras anãs marrons, e que a comunidade científica abriu os olhos para esta nova classe de objetos entre estrelas e planetas.
Embora sejam tão comum como estrelas e forma …

Lançamento de livro "O Brasil Meridional"

Compartilhando comunicado de lançamento de livro enviado por e-mail.

A Série Livros Geográficos tem o prazer de convidar a todos para o lançamento do Livro "O Brasil Meridional", de Delgado de Carvalho.

A obra será lançada pelo prof. Carlos Augusto Figueiredo Monteiro no dia 22 de março no auditório do CFH-UFSC, as 19:00 horas.

Duvidas: cadernosgeograficos@contato.ufsc.br - 

" Chegado ao Brasil em 1906 aos 22 anos de idade ignorando a nossa língua, o licenciado pela École Libre des Sciences Politiques, da Sorbonne, em Paris, para aprender a língua e conhecer sua terra empenhou-se em conhecer sua História e sua Geografia. Em 1910 publica "Le Brésil Meridional" – objeto desta tradução. Três anos depois publica sua primeira obra em português – Geographia do Brasil. Delgado de Carvalho, o "Pai da Geografia Moderna no Brasil", título que o credenciou como o expoente máximo da Geografia do Brasil na primeira metade do Século XX, torna-se em 1939 Professor Catedrático de História Moderna e Contemporânea na Faculdade Nacional de Filosofia na Universidade do Brasil (atual UFRJ).É nesta universidade que o prof. Carlos Augusto tem o primeiro contato com Delgado de Carvalho, sendo seu aluno no ano letivo de 1949. Posteriormente este contato se estendeu no IBGE – Conselho Nacional de Geografia.
Mais de um século depois, o mestre Armen Mamigonian, incentivado há muito tempo por Carlos Augusto Figueiredo Monteiro e o saudoso Manuel Correia de Andrade, confia à sua filha Ana Gallotti Mamigonian a tarefa de traduzir do francês a obra "Le Brésil Meridional" e editá-la, sendo publicada pela série "Livros Geográficos", vol. VI.
Em pleno início do Século XXI, num mundo decisivamente modificado pela vigência dos incessantes progressos tecnológicos, cabe-nos refletir sobre a abordagem regional do mestre Delgado de Carvalho. (Carlos Augusto Figueiredo Monteiro)."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

Nota da CNTE contra a BNCC

O desenvolvimento do Sahel