Nova Anã Marrom é descoberta

Imagem
Nova anã marrom é encontrada pela NASA através de um projeto de astronomia amadora.
A Nasa mantém vários projetos e um deles é formalmente conhecido como WISEA J110125.95 + 540.052,8. O nome é estranho, parece mais uma senha boa para redes sociais, mas trata-se de um projeto onde voluntários ajudam na descoberta de novos corpos celestes.
Rosa Castro terapeuta durante o dia e astrônoma amador, se juntou ao projeto de ciência cidadã Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA (esse do nome estranho). Em sua casa, de noite, terminou seu jantar, abriu seu laptop, e descobriu um novo objeto que não era nem planeta nem estrela.  Ela iria se tornar um dos quatro voluntários para ajudar a identificar primeira anã marrom do projeto mantido pela Nasa.
Tem cerca de duas décadas desde que os pesquisadores descobriram as primeiras anãs marrons, e que a comunidade científica abriu os olhos para esta nova classe de objetos entre estrelas e planetas.
Embora sejam tão comum como estrelas e forma …

Câmara debate situação da democracia na Venezuela

A Câmara dos Deputados realizará na próxima terça-feira (23) encontro entre representantes de diversos países para debater a situação da democracia na Venezuela. A conferência Diálogo Parlamentar em Defesa da Democracia na Venezuela começará com uma sessão solene às 9 horas, e as discussões começam às 14h30.

O coordenador do evento, deputado Rubens Bueno (PPS-PR), afirmou que o objetivo do encontro é debater como se pode reestabelecer a democracia na Venezuela. Segundo Bueno, o País tem uma relação importante com o Brasil.

"Nós somos parceiros, vizinhos, temos tradição de relação diplomática, econômica, cultural”, disse Bueno, ao salientar que a intenção é “buscar um caminho para em definitivo reestabelecer a democracia na Venezuela, e o primeiro passo para isso são as eleições gerais".

O evento contará com a participação de Julio Borges, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, e do ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes. Também confirmaram presença representantes de Argentina, Espanha, Guiana, Itália, México e Portugal. A perspectiva é que, no final do encontro, seja elaborado um comunicado, com a assinatura de todos os países participantes, sobre a situação na Venezuela.

Fonte: Agência Câmara Notícias

[minha intervenção neste texto: ao dizer "como se pode reestabelecer a democracia na Venezuela", parte-se do princípio de que, naquele país não há democracia sendo assim há um vício já na criação do evento. É preciso acompanhar o evento para melhor analisar os desdobramentos desta ação patrocinada com dinheiro público brasileiro].

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

Nota da CNTE contra a BNCC

O desenvolvimento do Sahel