Nova Anã Marrom é descoberta

Imagem
Nova anã marrom é encontrada pela NASA através de um projeto de astronomia amadora.
A Nasa mantém vários projetos e um deles é formalmente conhecido como WISEA J110125.95 + 540.052,8. O nome é estranho, parece mais uma senha boa para redes sociais, mas trata-se de um projeto onde voluntários ajudam na descoberta de novos corpos celestes.
Rosa Castro terapeuta durante o dia e astrônoma amador, se juntou ao projeto de ciência cidadã Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA (esse do nome estranho). Em sua casa, de noite, terminou seu jantar, abriu seu laptop, e descobriu um novo objeto que não era nem planeta nem estrela.  Ela iria se tornar um dos quatro voluntários para ajudar a identificar primeira anã marrom do projeto mantido pela Nasa.
Tem cerca de duas décadas desde que os pesquisadores descobriram as primeiras anãs marrons, e que a comunidade científica abriu os olhos para esta nova classe de objetos entre estrelas e planetas.
Embora sejam tão comum como estrelas e forma …

Assistência psicológica para professores e alunos passa por comissão e vai a Plenário

Geraldo Magela/Agência Senado

A proposta que garante assistência psicológica obrigatória a professores e alunos da educação básica foi aprovada nesta terça-feira (27) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). Caberá agora ao Plenário dar a decisão final sobre o PLC 76/2011, da ex-deputada Raquel Teixeira (PSDB-GO).

O parecer é da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), que alegou ser "indiscutível" a importância da atuação do psicólogo no ambiente escolar. Segundo ela, é na esfera da psicologia que se pode trabalhar aspectos emocionais, cognitivos e sociais no cotidiano da escola. Além disso, o profissional especializado pode atuar em questões variadas, que vão desde dificuldade de aprendizagem e de socialização a conflitos entre alunos e professores.

Conforme o texto aprovado, a oferta de apoio e acompanhamento psicológico, de forma individual ou coletiva, deverá ser prestada por um profissional de psicologia habilitado ou por uma equipe multidisciplinar. Em caso de aprovação pelo Congresso e posterior sanção, a norma entra em vigor em 180 dias.

Alteração

Na fase de discussão, o senador Dário Berger (PSDB-SC) considerou a iniciativa bem-vinda, mas se mostrou preocupado com a situação das escolas em zonas rurais e nas pequenas cidades, diante da dificuldade financeira para a contratação dos profissionais. Ele apresentou uma emenda para que houvesse um tratamento diferenciado a essas instituições. Ficou definido que os sistemas de ensino dos pequenos municípios ou em zona rural devem decidir sobre a forma mais adequada de oferecer a assistência psicológica, conforme regulamentação posterior à aprovação da lei.

A proposta tramita em conjunto com o PLS 557/2013, que foi descartado pela relatora Marta Suplicy. Segundo ela, o PLC 76/2011 tem uma abrangência maior por incluir as escolas públicas e privadas.

Fonte: Agência Seando

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

Nota da CNTE contra a BNCC

O desenvolvimento do Sahel