Nova Anã Marrom é descoberta

Imagem
Nova anã marrom é encontrada pela NASA através de um projeto de astronomia amadora.
A Nasa mantém vários projetos e um deles é formalmente conhecido como WISEA J110125.95 + 540.052,8. O nome é estranho, parece mais uma senha boa para redes sociais, mas trata-se de um projeto onde voluntários ajudam na descoberta de novos corpos celestes.
Rosa Castro terapeuta durante o dia e astrônoma amador, se juntou ao projeto de ciência cidadã Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA (esse do nome estranho). Em sua casa, de noite, terminou seu jantar, abriu seu laptop, e descobriu um novo objeto que não era nem planeta nem estrela.  Ela iria se tornar um dos quatro voluntários para ajudar a identificar primeira anã marrom do projeto mantido pela Nasa.
Tem cerca de duas décadas desde que os pesquisadores descobriram as primeiras anãs marrons, e que a comunidade científica abriu os olhos para esta nova classe de objetos entre estrelas e planetas.
Embora sejam tão comum como estrelas e forma …

Por uma outra Globalização


Ao discutir a introdução do livro Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência univeresal do professor Milton Santos, os alunos da 8ª série da Escola Básica Municipal Batista Pereira (2013) foram estimulados a escrever um breve texto sobre como seria, a partir de seu olhar, essa outra globalização. Vários textos foram escritos e alguns deles encaminhados para nosso site para serem publicados e aqui estão eles:
SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 19ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2010.


Nome: Rosângela Luiz
Turma: 84

                                 O mundo como pode ser : Uma outra globalização 

      Hoje em dia vemos que o mundo é meio perverso. Mais poderíamos pensar em
como seria um mundo mais justo e humano.

      Imagine um mundo sem corrupção, sem desvio de dinheiros de hospitais e educação,
iriamos garantir a vida de mais pessoas e os estudos estariam mais presentes na vida de
muita delas.

        Um mundo onde todos respeitariam as leis presentes, não viveriam em um mundo consumista onde o dinheiro às vezes é mais valorizado que pessoas.

         Também viveríamos com misturas de raças e culturas diferentes sem preconceitos.

*******************************************************
Nome: Brendon miorando
Turma:84
COMO PODERIA SER A GLOBALIZAÇÃO
O mundo hoje em dia é mostrado como fábula, e por isso que a gente não sabe da realidade, pois como é que a medicina esta tão avançada se muitas pessoas ainda morrem de doenças simples ?
O que falo acima é só um exemplo, pois também existem varias outras coisas que são mostradas a nós como fábulas.
O mundo de hoje poderia ser um mundo justo que não tivesse egoístas, que tiram dinheiro do povo ou aumentam os lucros de forma no produto que eles oferecem!
O mundo de hoje também poderia ser um lugar onde nós respeitassemos as diferenças e aceitássemos a opinião do outro (mesmo essas coisas sendo muito difíceis).
Minha opinião é que se os donos dos meios de produção oferecessem maiores salários aos trabalhadores das fabricas eles teriam maior motivação para trabalhar e produziriam mais (mas isso seria quase impossível graças as empresas concorrentes).
O mundo também poderia oferecer passagens aéreas mais baratas e podia disponibilizar mais aeroportos, pois traria mais vantagens para quem quisesse viajar (principalmente a negócios) e para quem quisesse fazer universidade em outro lugar.
O mundo também poderia reduzir impostos dos produtos importados de outros países e poderia reduzir os impostos aqui mesmo no brasil.
O mundo também poderia oferecer um tipo de lei mundial que diminui-se a renda do rico e aumenta-se a renda do pobre.
O mundo de hoje também ser um lugar onde, a internet, em vez de oferecer publicidades como jogos ou spans, pudesse oferecer sites informativos que pudessem informar sobre a inflação, impostos, contato com o governo, vagas de emprego, etc.
O mundo de hoje poderia ser um lugar onde o capitalismo fosse um pouquinho mais justo.(de preferencia bem mais do que hoje em dia).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

Nota da CNTE contra a BNCC

O desenvolvimento do Sahel