Defensores públicos do Mercosul ratificam a Venezuela como membro


Os países do Mercosul recentemente votaram a favor de suspender a Venezuela do bloco econômico por um período indefinido. | Foto: Sputnik Nóvosti
O Bloco de Defensores Públicos do Mercado Comum do Sul (Mercosul) ratificou a Venezuela como membro de pleno direito desse órgão regional, incorporando regulamentos da Defesa Pública da Venezuela no processo de reforma de seus estatutos.

A Venezuela participou da reunião da organização, que se realizou no Chile, onde se abordou o tema dos adultos encarcerados por causa de delito penal.

Além disso, a delegação do país avaliou o sistema prisional latino-americano no 10° Congresso Internacional de Blocos de Defensores Públicos do Mercosul.

Ele também participou da reunião da Associação Interamericana de Defensores Públicos, onde foram apresentados os avanços dos Consultores Técnicos de Especialistas Internacionais em criminalística, ciências jurídicas e forenses.

Os países da chamada aliança tripla (Argentina, Brasil e Paraguai) do Mercosul recentemente votaram a favor de suspender a Venezuela do bloco econômico por um período indefinido.

[Para Discutir] Mercosul: suspensão da Venezuela do Mercosul


Mercosul suspende novamente Venezuela por ruptura da ordem democrática


A decisão, que o Uruguai não teria oposto, baseia-se em uma suposta "ruptura da ordem democrática" no país sul-americano pelo qual aplicaram a "cláusula democrática" contemplada no Protocolo de Ushuaia.

O Bloco Oficial de Defensores Públicos do Mercosul foi criado em 2004 pelos países membros integrantes e associados do órgão regional, por meio de suas instituições e associações em matéria de defesa pública. A Venezuela foi incorporada em 2011.
Fonte: TeleSUR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

70 milhões de anos em 2 minutos: a formação do Himalaia

Pesquisa mostra queda no interesse por cursos de licenciatura