Bússola e coordenadas geográficas



Bússola
A bússola é um instrumento construído para localizar os pontos cardeais. Dentro dela há uma agulha magnética que aponta sempre para o Norte magnético da Terra, localizado em um ponto relativamente próximo do Polo Norte geográfico desse planeta.

Segundo historiadores, esse instrumento de orientação foi inventado na China, sendo difundido, especialmente pelos povos árabes, para outras partes do mundo.

Sua invenção e difusão ampliaram muito as possibilidades de navegação marítima, porque, com a localização dos polos geográficos da Terra, foi possível identificar de forma segura que direção seguir durante a viagem em alto-mar, onde não existem pontos de referências visuais.

Para ajudar na localização de pessoas e coisas, os cartógrafos imaginaram a Terra dividida por linhas imaginárias, formando uma rede, como é mostrado na figura abaixo.

As linhas verticais que vão do polo Norte ao polo Sul recebem o nome de MERIDIANOS.

O meridiano de valor zero, também chamado de MERIDIANO DE GREENWICH, divide o planeta em duas regiões: LESTE à direta e OESTE, à esquerda.

As linhas horizontais que cortam a superfície da Terra de um lado a outro recebem o nome de PARALELOS. O paralelo zero, também chamado de LINHA DO EQUADOR, divide o planeta em dois hemisférios: NORTE, para cima desta linha e SUL, abaixo desta linha.

O ponto em que um paralelo cruza com um meridiano é chamado de COORDENADA GEOGRÁFICA.

PARALEOS E MERIDIANOS

Os paralelos são linhas imaginárias horizontais que acompanham a circunferência da Terra no sentido norte- -sul. A Linha do Equador é um desses paralelos e, por estar localizada exatamente no meio da distância entre os dois polos, divide a superfície em dois hemisférios: Norte (Setentrional ou Boreal) e Sul (Meridional ou Austral). Esse paralelo foi definido como o de 0º, para iniciar a contagem crescente dos graus paralelos do Norte ao Sul.

A latitude de um lugar é a medida em graus do arco do meridiano entre o paralelo que atravessa o lugar e o paralelo do Equador. A contagem inicia-se a partir da Linha do Equador em 0º, seguindo até 90º. Ao indicar a latitude (L) de um lugar é necessário destacar se ele se localiza no Hemisfério norte (N) ou no Hemisfério Sul (S). A latitude de um lugar atravessado pelo paralelo 45º é representada da seguinte forma: 45º de latitude N; no caso de estar situado no Hemisfério Norte, ou 45º de latitude S, no caso de estar situado no Hemisfério Sul.

Os meridianos são linhas imaginárias verticais que passam pelos dois polos geográficos do planeta. Em convenção realizada no século XIX, da qual participaram vários países do mundo, o Meridiano de Greenwich foi escolhido como referência para dividir a superfície terrestre em dois hemisférios: Leste (Oriental) e Oeste (Ocidental). Portanto, a linha imaginária, que atravessa a cidade de Greenwich, na Inglaterra, foi definida como a de 0º, para iniciar a contagem crescente dos graus dos meridianos de leste a oeste.

A longitude de um lugar é a medida em graus do arco do paralelo entre o meridiano que atravessa o lugar e o meridiano inicial ou de Greenwich. A contagem inicia-se a partir de Greenwich, em 0º, seguindo até 180º. Ao indicar a longitude de um lugar é necessário destacar se ele se localiza no Hemisfério Leste (L) ou Oeste (O). A longitude de um lugar localizado a 30º de Greenwich é indicada, portanto, da seguinte forma: 30º de longitude L, no caso de estar no Hemisfério Oriental, ou 30º de longitude O, no caso de estar no Hemisfério Ocidental.

Coordenadas geográficas
Dentre os elementos artificiais criados para nos orientar sobre a superfície da Terra, também se destaca um sistema de linhas imaginárias, ou seja, que não existem na realidade. Essas linhas são verticais (meridianos) e horizontais (paralelos), e o cruzamento delas no mapa indica a localização exata de um determinado lugar, o que chamamos de coordenadas geográficas. As coordenadas geográficas, portanto, são orientações ou diretrizes que determinam a posição de um lugar na superfície do nosso planeta. Elas correspondem à latitude (identificada pela medida em graus no paralelo) e à longitude (identificada pela posição em graus no meridiano) de um lugar.

Atividades:

1 - Após trabalhar os conceitos e funções das linhas imaginárias, proponha o seguinte roteiro de atividades para a turma:

a) Pinte em verde as áreas que estão ao sul da LINHA DO EQUADOR, e de amarelo as áreas ao norte deste paralelo.
b) Observando o mapa do mundo, onde se localiza a maior parte do Brasil? Ao Norte ou ao Sul? Ao Leste ou Oeste?
c) No mapa do Brasil, observe as coordenadas geográficas dos municípios listados abaixo e encontre-os no mapa. Faça um círculo e coloque o nome do município.

- São Gabriel da Cachoeira (AM): 68º Oeste e 0º (Linha do Equador);
- Dom Eliseu (PA): 48º Oeste e 4º Sul;
- Palmeirante (TO): 48º Oeste e 8º Sul;
- Ipiranga do Norte (MT): 56º Oeste e 12º Sul;
- Aquidauana (MS): 56º Oeste e 20º Sul; e
- São Miguel Arcanjo (SP): 48º Oeste e 24º Sul.


Fontes consultadas:
IBGE

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Os continentes

Os cinco maiores países do mundo