Pobreza extrema no Brasil aumenta 11% em 2017



O aumento da pobreza no Brasil mostra um claro retrocesso nas conquistas feitas durante o governo Lula.



O número de pessoas em extrema pobreza no Brasil teve um aumento de 11,2% em 2017, revelou a empresa LCA Consultores na sexta-feira. 

As informações, com base em dados de uma pesquisa divulgado quarta-feira Desempenho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ) disse que, durante 2016, a população em pobreza extrema foi 13,34 milhões e em 2017 cresceu a 14 83 milhões . 

Segundo especialistas na área econômica, esse crescimento está relacionado ao aumento do trabalho informal, o que corresponde aos dados divulgados em março pelo IBGE, que mostraram que em dezembro de 2017 a economia informal representava o 37 por cento da população empregada no país. 

Esta é a primeira vez na história desta instituição que a economia informal excede os empregos com benefícios legais. 

O que significa um revés para o gigante da América, já que durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva foram implementadas políticas que ajudaram a população a sair dessa situação. 

É importante lembrar que os programas Fome Zero e Bolsa Família, implementados por Lula ao chegar à presidência em 2003, ajudaram mais de 30 milhões de brasileiros a superar a extrema pobreza no país, transformando-a em modelo econômico no mundo.

Fonte: telesur

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Países-Membros da ONU

Os continentes

Brasil oculto: Você consegue ver o mapa do Brasil nesta imagem?