Saia do quadrado


Foto: Pixabay
Afinal para que serve essa tal geografia? Já falava um tal de Lacoste que a Geografia serve em primeiro lugar (embora não apenas) para fazer a guerra. Pensando a Geografia Escolar um tal de Milton Santos, certa vez, disse que a geografia poderia servir ao propósito de explicar o país e ajudar a formar cidadãos a partir desse conhecimento. Eu vejo que a Geografia ajuda na desestabilização do pensamento único.



A Geografia incomoda não por ser crítica, mas por provocar nas pessoas o incômodo desafio de pensar para além do quadrado. Professores de geografia não são aqueles que criticam, mas não fazem.  Ao contrário, eles são provocadores pois assim exige essa ciência que reflete sobre o espaço e sabem que são produtores desse espaço e, deste modo, sabem a diferença entre ser produto e ser produtor. E que culpa pode ter o professor de geografia se o espaço está cheio de contradições? As contradições que se materializam em fome, desigualdades, pobreza precisam ser constantemente apontadas e recriminadas.

O papel da escola? Bem o papel da escola pode ser de reprodução desse sistema desigual ou de meio para a ruptura desse sistema perverso. De todo modo, só vamos conseguir romper com a estrutura de perversidade e dominação se aceitarmos as provocações, o desafio de pensar e de agir fora do quadrado.

Desenharam uma escola onde o aluno não cabe mais, onde o professor não cabe mais, onde a crítica não cabe mais. Saia desse quadrado, este papel não lhe cabe mais...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal, o que é xenofobia?

Os Países-Membros da ONU