O PODER DA BANDEIRA

    Em geografia os mapas são importantes para se localizar um determinado fenômeno geográfico. Praticamente todos os fenômenos são passíveis de serem cartografados. Para além dos mapas as bandeiras são símbolos que representam uma ideia uma fonte de poder ou de organização e as bandeiras estão juntas com os mapas para representar territórios e movimentos sociais.

    Corre na internet uma nova bandeira, ao olhar dos menos desavisados, que representa a luta antifascista. Em pouco tempo ela ganhou as redes sociais e hoje virou pano de fundo para imagens de perfis sociais daqueles que apregoam a luta imperativa contra o crescente fascismo no mundo e, como se pode constatar, no Brasil.

   
Bandeira usada como símbolo antifascista no Brasil de 2020.
 Como essas imagens, essas bandeiras, podem ser utilizadas nas aulas de geografia? É possível, ao meu ver, utilizar as bandeiras para contar histórias, ilustrar enredos das transformações espaciais ou de disseminação de ideias. As bandeiras podem ser estudadas como símbolos sociais que buscam identificar grupos, unir pessoas em torno de um projeto político ou, por que não dizer, em torno da união de um determinado território.

    Neste sentido uma possibilidade de uso pedagógico das bandeiras em sala de aula, podendo ser executada em conjunto com a área de história, para reconstruir a formação sócio espacial do Brasil a partir de suas  bandeiras. Podendo ainda contar a histórias de movimentos sociais através de suas bandeiras ou de movimentos culturais, como o carnaval brasileiro, por exemplo, buscando como fonte de pesquisa a iconografia e paleta de cores presente nas bandeiras das escolas de samba. 

...continua

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

Os cinco maiores países do mundo