Nova Anã Marrom é descoberta

Imagem
Nova anã marrom é encontrada pela NASA através de um projeto de astronomia amadora.
A Nasa mantém vários projetos e um deles é formalmente conhecido como WISEA J110125.95 + 540.052,8. O nome é estranho, parece mais uma senha boa para redes sociais, mas trata-se de um projeto onde voluntários ajudam na descoberta de novos corpos celestes.
Rosa Castro terapeuta durante o dia e astrônoma amador, se juntou ao projeto de ciência cidadã Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA (esse do nome estranho). Em sua casa, de noite, terminou seu jantar, abriu seu laptop, e descobriu um novo objeto que não era nem planeta nem estrela.  Ela iria se tornar um dos quatro voluntários para ajudar a identificar primeira anã marrom do projeto mantido pela Nasa.
Tem cerca de duas décadas desde que os pesquisadores descobriram as primeiras anãs marrons, e que a comunidade científica abriu os olhos para esta nova classe de objetos entre estrelas e planetas.
Embora sejam tão comum como estrelas e forma …

PROFESSOR ONLINE FAZ UMA FALTA

É comum na sala de aula o professor fazer a "chamada" dos alunos e esperar que eles respondam presente para se confirmar que eles estejam fisicamente em sala de aula. Mas numa chamada invertida, uma chamada feita pelos alunos aos professores para saber quem está presente no mundo virtual, se fosse feita uma chamada assim o que você responderia? Presente ou Ausente?

Acreditar que a presença online não é algo necessário hoje em dia para um professor é pensar com a cabeça do século XX, do início do século XX diga-se de passagem.

Fazer parte do universo online é quase que uma necessidade profissional, se você professor quer, de fato, atingir seus alunos e de quebra atingir outros estudantes mundo afora, precisa repensar as formas de se relacionar com o mundo virtual.

Isso não quer dizer que a realidade, em especial do lado de cá da globalização, seja de uma sociedade plenamente conectada, um bom exemplo de que isso está longe de ser verdade é a própria realidade brasileira onde, segundo a ONU, ainda existem cerca de 84 milhões de pessoas offline. Uma realidade que vem mudando ano a ano, em especial pela maior popularidade dos (Smartphone) celulares com acesso à internet.

A presença do professor também no mundo online ganha forte apelo no que se refere à maior possibilidade do profissional compreender onde e como os alunos recebem as informações que, mais cedo ou mais tarde, serão partilhadas no ambiente escolar e no mundo concreto, real.

Conhecer, esse é o caminho para se poder intervir.

Outro aspecto positivo fica por conta das possibilidades pedagógicas que o professor encontra disponível no mundo digital, inclusive o de ampliar as orientações para o bom conteúdo que podem ser dadas aos alunos disponibilizando na internet, por exemplo, contribuições de sua própria autoria ou, num cenário ainda mais positivo, conteúdos produzidos em conjunto entre professores e alunos.

Os blogs, como o Blog da Geografia Escolar, é uma das possibilidades de entrada no mundo virtual. Produzir um blog é mais fácil do que possa parecer e há muitos conteúdos já produzidos na internet falando sobre as vantagens de se criar um blog educativo e como criar seu primeiro blog grátis. Aproveite e faça suas próprias descobertas.

E você professor já teve experiência positiva a partir das relações virtuais com seus alunos? Você possui algum site ou blog? Compartilhe suas experiências com nosso público deixando nos comentários deste Blog suas observações. Vamos socializar? 😉

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

Nota da CNTE contra a BNCC

O desenvolvimento do Sahel